Fique por dentro:

Portuguese English Spain

Praça Conego João Pio, 30, Centro
São José do Goiabal-MG - (31) 3858-5121
  • 05
  • 00
  • 04
  • 03
  • 02

Patrimônio Cultural

Conselhos Municipais

Conselho Municipal do Patrimonio Cultural

Criado pela Lei nº 895/06 de 09 de março de 2006, é o órgão responsável pela proteção do patrimônio cultural de São José do Goiabal. Composto por representantes da sociedade civil organizada e de órgãos e instituições públicas, reúne-se uma vez a cada dois meses, quando são analisados e deliberados os processos de inventário, tombamento, registro imaterial, registro documental e as propostas de intervenção nos conjuntos urbanos protegidos.


Saiba quem são os membros do COMPAC- São José do Goiabal (conforme Decreto Nº 0014/2017 de 13 de janeiro de 2017):

Presidente:

Amélio Pascoal Menezes Neto- Secretário de Cultura e Turismo

 

Representantes do Poder Público:

Claudia Guimaraes dos Santos

Renato Magno de Menezes

Vanilda Aparecida Cruz dos Anjos

Júlio Correa Guimarães

José Maria Lalau

 

Representantes da Sociedade Civil:

Patricia Aparecida Vasconcelos

Rosimare Ferreira Angelo

Lucimar Leal Brum

Edna Ramos de Menezes

Gislene Artuzo de Godoy Menezes

Neuza Helena Barcelos Miranda

Eliane Estevão Correa Roque

José Glenilson Messias

 

Bens Tombados pelo COMPAC

O tombamento é o instrumento de reconhecimento e proteção do patrimônio cultural mais conhecido, e pode ser feito pela administração federal, estadual e municipal.

A palavra tombo, significando registro, começou a ser empregada pelo Arquivo Nacional Português, fundado por D. Fernando, em 1375, e originalmente instalado em uma das torres da muralha que protegia a cidade de Lisboa. Com o passar do tempo, o local passou a ser chamado de Torre do Tombo. Ali eram guardados os livros de registros especiais ou livros do tombo. No Brasil, como uma deferência, o Decreto-Lei adotou tais expressões para que todo o bem material passível de acautelamento, por meio do ato administrativo do tombamento, seja inscrito no Livro do Tombo correspondente.

Responsabilidade e fiscalização - Qualquer pessoa física ou jurídica poderá solicitar o tombamento de qualquer bem ao COMPAC, bastando, para tanto, encaminhar correspondência ao COMPC- Conselho Municipal do Patrimonio Cultural de São José do Goiabal, ao Presidente do COMPAC e a secretaria Municipal de Cultura. Para ser tombado, o bem passa por um processo administrativo que analisa sua importância em âmbito municipal e, posteriormente, o bem é inscrito em um ou mais Livros do Tombo.  Os bens tombados estão sujeitos à fiscalização realizada pelo COMPAC para verificar suas condições de conservação, e qualquer intervenção nesses bens deve ser previamente autorizada.

Tumulo do Padre Ermelindo

Imagem do Senhor Bom Jesus

*Em processo de aprovação do IEPHA-MG

Bens Inventariados pelo COMPAC

Os Inventários são instrumentos de preservação que buscam identificar as diversas manifestações culturais e bens de interesse de preservação, de natureza imaterial e material. O principal objetivo é compor um banco de dados que possibilite a valorização e salvaguarda, planejamento e pesquisa, conhecimento de potencialidades e educação patrimonial.

Cemitério dos Escravos

Casarão do Alto da China

Igreja Matriz

Cavalgada

Festa do Rosario

Devoção ao Padre Ermelindo

Acervo Igreja Matriz

Bens Integrados: Cruz, acervo da Igreja Matriz

Grupo de Congado Chico Carapina)

União Musical Goiabalense

Casa do Senhor Juarez

Fazendinha do Major Severiano

Sede da Prefeitura Municipal

Praça Cônego João Pio

Fazenda Barra Alegre

Relogio da Igreja Matriz

Imagem de Nossa Senhora de Fatima

Imagem do Senhor Bom Jesus

Imagem do Senhor Crucificado

Imagem do Senhor dos Passos

Cruzeiro

Fazenda Pedro Simão

Máquina de Costura- Fazenda Barra Alegre